Title Image

Blog

Porque é que RAID não é Backup?

  |   Segurança   |   No comment

Quando se fala em RAID ou Backup, normalmente associa-se à ideia de redundância. Comecemos por distinguir os conceitos:

 

RAID (Redundant Array of Independent Disks) é um conjunto de discos combinados num ou vários grupos (arrays), com o objetivo de aumentar as capacidades dos discos, quer no que respeita à tolerância de falha de um ou mais discos, quer no que respeita a velocidades de leitura e escrita de dados, muitos superiores aquelas verificadas num único disco.

BACKUP é uma solução que permite reverter os dados para um bom estado conhecido, no caso de perda de dados, originados por falha de hardware, intervenção maliciosa, erro humano ou bugs de software.

Se, por exemplo, descobrirmos um ficheiro danificado num RAID, de nada vale a redundância, uma vez que embora o ficheiro esteja replicado noutro(s) disco(s), este estará, por sua vez, também corrompido. Por outro lado, se um ficheiro for acidentalmente apagado ou o sistema for comprometido, através de malware ou virus, um RAID de pouco ou nada servirá, uma vez que os dados irão desaparecer nos respetivos discos.

 

Assim, é importante entender que um Backup, ao contrário do RAID, não é uma cópia estática do ultimo estado dos dados,mas sim um sistema de cópias que nos permite recuar no tempo, de modo a recuperar dados.

Além disso, quando um disco em RAID é substituído por falha de hardware, a sua reconstrução leva muitas vezes, em virtude da pressão exercida de leitura e escrita a uma falha de um segundo disco, o que poderá corresponder à perda total de dados no caso de RAID 5 (o mais comum).

Durante as próximas semanas iremos falar dos vários tipos de RAID e seus principais benefícios, bem como das principais aplicações de backup para Mac OS X.

Para saber mais sobre este tema veja este artigo:

http://blog.macsales.com/12401-take-it-from-a-tech-raid-≠-proper-backup

No Comments

Post A Comment